11 4437-3399 | 11 4437-1170
11 94566-7772
Nós Ligamos para você!

OS PERIGOS DOS APARELHOS CELULARES E AFINS

OS PERIGOS DOS APARELHOS CELULARES E AFINS

Os telefones celulares tornaram-se uma parte importante da vida da maioria das pessoas. Há aqueles que não largam deles de jeito nenhum e até entram em pânico quando não o encontram. Estão sempre correndo para recarregá-lo no momento em que a bateria está se esgotando. Sempre estão verificando atualizações disponíveis...

A maioria está mais ligada ao celular do que gostaria de admitir. Afinal, para a maioria delas os telefones celulares tornaram-se uma extensão do próprio corpo, como outra mão ou ouvido. No entanto, eles são causa de exposição constante, segundo pesquisas publicadas recentemente, à radiações que podem induzir ao câncer.

As radiações eletromagnéticas podem ser Ionizantes e Não-Ionizantes, sendo a dos telefones celulares na forma não-ionizante. Esta radiação é o que permite que conexões Wi-Fi e as chamadas de telefone celular ocorram.

Ao fazer uma chamada, esta radiação é aumentada. No entanto, você ainda estará exposto muito depois da conclusão da ligação. Em 2009, houve um estudo realizado com 150 homens que usavam seus celulares em seus cintos por longos períodos de tempo (hoje é pior ainda, pois ficam nos bolsos). Nesses homens, os cientistas descobriram que a densidade mineral do osso pélvico havia diminuído do lado em que eles carregavam o telefone.

Em outro caso, uma mulher foi diagnosticada com câncer de mama multi-focal, o que para ela foi muito estranho, pois seus exames estavam sempre apontando excelentes resultados, e não havia histórico nas mulheres da família para o câncer no seio. A mulher explicou que frequentemente carregava seu aparelho móvel no sutiã.

Estudos apontaram que a exposição contínua às radiações do celular podem originar diversos tipos de câncer, sobretudo tumores no cérebro e nas orelhas, região onde o contato é predominante. Se não bastasse a gravidade do acima exposto, o uso dos aparelhos móveis pode estar relacionado com baixa saúde mental, atenção enfraquecida, sono de má qualidade, etc...

Devido a essas descobertas, 190 cientistas independentes de 39 países fizeram um alerta para as Nações Unidas, expressando as preocupações sobre os resultados da pesquisa, e solicitaram medidas para proteger a população da excessiva exposição ao campo eletromagnético.

Protegendo-se da radiação:

Embora pouco conclusivas, algumas medidas preventivas apontadas nos estudos são:

  • Quando não estiver utilizando o celular ou dormindo, mantenha o aparelho distante (o suficiente para não alcançá-lo facilmente) e ative o "modo avião";
  • Não carregue o celular no bolso ou junto ao corpo;
  • Utilize mais o envio de mensagens de texto e converse através do sistema de viva-voz ou fone de ouvido, de modo a manter o celular afastado da cabeça;
  • Evite utilizar o aparelho quando estiver fazendo 'downloads' ou quando o sinal estiver fraco, pois maior é o nível de radiação emitida nestes casos;
  • Evite o 'streaming' de áudio e vídeo. Faça o 'download' do arquivo e assista ou escute com o celular em 'modo avião';

As crianças são ainda mais vulneráveis à radiação, pois penetra em maiores quantidades no cérebro, já que o crânio ainda não está completamente desenvolvido e pode ser afetado de forma negativa pelo aparelho celular. Quanto mais cedo se inicia a utilização dos aparelhos celulares, maiores são os riscos.

Hoje existem artefatos, como os Orgonites (que eu utilizo inclusive), que aparentemente minimizam os efeitos prejudiciais; para tanto é aconselhável buscar um fabricante idôneo, confiável, etc.

Diante disso concluímos que, apesar dos telefones celulares terem se tornado em grande parte muito presente e útil na vida cotidiana, é importante utilizá-los com sabedoria, inclusive definindo limites de tempo para o uso diário. Proteger você e sua família contra o câncer é fundamental. Hoje, mais do nunca, temos acesso a muita informação, de modo que neste oceano de novidades existe a facilidade de poder compartilhar este aviso com que amamos.

Fiquem bem, fiquem em paz!
Fraterno abraço,

Fábbio de Rocha – Especialista em Medicina Nutricional Chinesa, Nova Medicina Germânica e Saúde e Longevidade